Leopoldina, princesa da Independência, das artes e das ciências
dezembro 7, 2016 257 Visualizações

Leopoldina, princesa da Independência, das artes e das ciências

461_0O Museu de Arte do Rio está com a exposição Leopoldina, princesa da Independência, das artes e das ciências. A ideia é mostrar ao público a vida de uma das personalidades mais importantes no processo de emancipação do Brasil apresentando cerca de 350 peças – entre obras de arte, iconografia, documentos, vestuário e mobiliário, além de itens de botânica, zoologia e mineralogia.

A exposição conta com uma cronologia narrativa dos principais fatos da vida da Princesa Leopoldina, desde seu nascimento, em 1797, na Áustria, até sua morte em 1826. O grande destaque é a coleção de documentos, recém-adquiridos pelo museu, sobre o Congresso de Viena que, realizado em 1815, reorganizou os poderes do continente, então fragmentado por guerras e revoluções.

Além de momentos históricos, a exposição também faz uma ambientação com móveis da época, que poderiam ter sido usados no Palácio de São Cristóvão, assim como objetos que de fato faziam parte do enxoval, como peças de louça com o monograma do casal. Completando essa atmosfera, telas interativas oferecem ao visitante músicas do período para deixar seu passeio ainda mais ambientado.

Um passeio pela história do Brasil visto pelos olhos de uma das damas mais importantes de nosso país. É isso que Leopoldina, princesa da Independência, das artes e das ciências oferece aos visitantes. Uma exposição muito bonita que vale a pena ser vista!

Leopoldina, princesa da Independência, das artes e das ciências tem curadoria assinada por Luis Carlos Antonelli, Paulo Herkenhoff e Solange Godoy, e curadoria adjunta por Pieter Tjabbes.

O Museu de Arte do Rio na Praça Mauá, 5, Centro.

A exposição funciona até dia 26/03/2017.

Sobre o Autor:

Renata Araujo
Renata Araujo 298 resenhas

É jornalista por formação, nerd por paixão e cresceu rodeada de livros sendo até proibida de comprar mais por não ter aonde botar. Era figura conhecida na locadora mais próxima, aonde nem precisava se identificar, hoje em dia usa o quarto do namorado como depósito de livros. Adora livros de fantasia, sendo um PotterManiaca, mas não dispensa nenhum gênero. Para filmes prefere os clássicos dos anos 80 e compara qualquer filme com Dirty Dance - Ritmo Quente e O Guarda Costa.

Você pode gostar também

Exposições

A cor do Brasil

O Museu de Arte do Rio – MAR está desde agosto com a exposição A cor do Brasil, onde é traçada uma trajetória da arte brasileira desde o período colonial

Exposições

A Arte de Criar

Você já imaginou obras de arte criadas com  peças de Lego? Nathan Sawaya já! E devido a tanta criatividade ele montou uma exposição só com essas esculturas! “The Arte of

Exposições 0 Comentários

Arte com Dinossauro

O Museu Nacional/UFRJ abriu ao público, na última quinta (16/04), a exposição temporária ARTE COM DINOSSAUROS. Desde as primeiras descobertas da Paleontologia, os pesquisadores sempre quiseram saber como seria a