O Triunfo da Cor: Exposição no CCBB com mestres do pós-impressionismo

O Triunfo da Cor: Exposição no CCBB com mestres do pós-impressionismo

606647-970x600-1

“Praia em Heist” (1891), do pintor Georges Lemmen

A Fundación Mapfre e o Musée d’Orsay, em parceria com o Centro Cultural Banco do Brasil, trazem ao país os mestres do pós-impressionismo através da exposição “O triunfo da cor”. Ao todo são 75 obras de 32 artistas do Musée d’Orsay e do Musée de l’Orangerie. Após temporada no CCBB São Paulo, onde recebeu mais de 172 mil visitantes, a exposição veio para o Rio em 20 de julho, e fica em cartaz até 17 de outubro.

A curadoria da exposição é assinada pelo presidente do Musée d’Orsay, Guy Cogeval, pelo diretor cultural da Fundácion MAPFRE, Pablo Jiménez Burillo, e pela curadora do Musée d’Orsay, Isabelle Cahn.

A exposição apresenta obras que, a partir do fim do século XIX, buscaram novos caminhos para a pintura. O grupo formado por ícones do movimento impressionista, como Van Gogh, Gauguin, Toulouse-Lautrec, Cézanne, Seurat, Matisse, recebeu do crítico inglês Roger Fry a designação de pós-impressionista, por promoverem uma nova linguagem estética, baseada no uso intenso da cor. Curadoria de Pablo Jimenez Burillo, Guy Cogeval e Isabelle Cahn.

SERVIÇO: CCBB RJ

O Triunfo da cor. O pós-impressionismo: obras-primas do Musée d’Orsay e do Musée de l’Orangerie

20 de julho a 17 de outubro de 2016

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro

Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro, RJ

De quarta-feira a segunda-feira, de 9h às 21h

Informações: (21) 3808-2020

Sobre o Autor:

Renata Araujo
Renata Araujo 298 resenhas

É jornalista por formação, nerd por paixão e cresceu rodeada de livros sendo até proibida de comprar mais por não ter aonde botar. Era figura conhecida na locadora mais próxima, aonde nem precisava se identificar, hoje em dia usa o quarto do namorado como depósito de livros. Adora livros de fantasia, sendo um PotterManiaca, mas não dispensa nenhum gênero. Para filmes prefere os clássicos dos anos 80 e compara qualquer filme com Dirty Dance - Ritmo Quente e O Guarda Costa.

Você pode gostar também

Exposições

Amor Amor Amor

                                                           

Exposições

Quem não se comunica se trumbica

Quem não se comunica se trumbica! Essa é uma das frases mais conhecidas do Velho Guerreiro, ou melhor, Chacrinha, que fez muita gente rir com seu show de calouros. Ele era

Exposições

Museu: Bohemia!

Se você sabe apreciar uma boa cerveja, gosta de saber como funciona o processo da criação da cerveja ou pelo menos gosta de beber, essa dica é pra você. Saiba