Um Novo Amanhecer
agosto 18, 2015 299 Visualizações

Um Novo Amanhecer

Saudações, galera!

Antes de mais nada, queria apresentar minha nova coluna aqui no Resenhando Tudo. The Nerd Observer surgiu de um convite dos ilustres Raphael (que também começou uma coluna, confiram!) e Renata e fico grato por ter ganhado esse espaço. A respeito da coluna em si, o nome dela diz tudo. Vou usar esse espaço para trazer a vocês meus comentários e as analises de qualquer coisa uma matrix de assuntos nerds. E não há forma melhor de começar isso do que com Star Wars.

Quando a Disney comprou a Lucasfilm em 2012 houve caos. Muitos ergueram suas vozes discutindo contra a compra e como Star Wars seria para sempre desvirtuado em nome do lucro da grande corporação, se transformando em uma seqüência de filmes musicais que a Disney é conhecida. Cabeças mais frias aguardaram em expectativa. E outros, (eu incluso) explodiram de entusiasmo. Tamanha polaridade de opiniões assim só poderia ter sido causada por algo na magnitude de Star Wars e três anos depois, com o episódio VII sobre nós, onde estamos?

Com dois trailers lançados, que quebraram recordes no Youtube, com um cast novo junto dos velhos protagonistas, ainda prontos para mais uma aventura, aqueles eufóricos de 2012 parecem ter sido justificados. Um jovem diretor que cresceu fã da saga, JJ Abrams parece dedicado a trazer o filme a suas raízes. De técnicas de filmagem ao cast que ele convocou, tudo soa maravilhosamente Star Wars. Alguns esperançosos vêem o sucesso de bilheteria de Jurassic World, outro aceno à um saga que não chegava ao cinema a muito tempo e imaginam, ambiciosos, os lugares de Titanic ou Avatar. Mas mais importante do que o sucesso do filme, algo tão comum no universo de Star Wars, é o que está ocorrendo em volta.

O título desse post não foi grátis. É o nome de um dos novos livros lançados sobre o Universo Expandido, sobre o nascer da rebelião. É exatamente o que está ocorrendo com Star Wars desde a compra da Lucasfilm. Renovação. Novas pessoas, uma quantidade de dinheiro absurda. Voltamos a discutir os mistérios da força, a esperar com expectativa o que nos será mostrado no cinema, não só na saga principal mas por vários spin-offs que estão programados, o primeiro deles, Rogue One, à ser lançado ano que vem. Saindo da grande telona, a Disney pode ter anulado o antigo UE, o transformando em lendas, mas isso só abriu caminho para uma maré de livros novos, que até agora tem sido impecáveis (Alguns deles, como Lords of the Sith, você pode encontrar a resenha aqui!).

Filmes, quadrinhos, livros, jogos, séries de TV e action figures… Star Wars novamente é discutido e como não podia deixar de ser, tornou-se o protagonista do mundo nerd novamente. E apenas por isso, a venda da Lucasfilm já teria valido a pena. Nós estamos vivendo um renascer sem paralelos de uma das maiores sagas da história e se levarmos em conta a experiência da Disney com a Marvel, não há razão para preocupação.

E vamos falar a verdade… Todo mundo que viu o primeiro teaser levantou e bateu palma quando, no som da música original, a Millennium Falcom irrompeu pelos ares, voando contra os TIE Fighters. Da mesma forma que a vitória de Han Solo contra aqueles pilotos imperiais é certa, também é o sucesso dessa nova Era.

Falando no primeiro teaser,

There has been an awakening. Have you felt it?

Sobre o Autor:

Matheus Dias
Matheus Dias 20 resenhas

É estudante de Relações Internacionais e PhD em dar palpite sobre a terra da rainha. Se Harry Potter fez dele um leitor, Star Wars o batizou como nerd. Estrangeiro às praias do Rio de Janeiro, pode ser constantemente encontrado no Pub Irlandês mais proximo de casa.

Você pode gostar também

Filmes

Rogue One: Inserindo a guerra em Star Wars

Rogue One será o primeiro filme das “star wars stories” planejados pela Disney. Contará a história dos roubos dos planos da primeira estrela da morte, os mesmos planos que certa