Kurt Klagsbrunn, um fotógrafo humanista no Rio
junho 23, 2015 533 Visualizações

Kurt Klagsbrunn, um fotógrafo humanista no Rio

631_monroe_com_engraxata_em_primeiro_plano

Kurt Klagsbrunn. Engraxate na Cinelândia, ao fundo o Palácio Monroe. Rio de Janeiro, anos 1940.

O Museu de Arte do Rio trás a exposição Kurt Klagsbrunn, um fotógrafo humanista no Rio, que conta um pouco da história desse grande fotógrafo através de seus registros. Kurt Klagsbrunn nasceu em Viena, na Áustria, no dia 6 de maio de 1918. Com a ascensão do nazismo, foi obrigado a abandonar os estudos de medicina em 1938 e deixar Viena em 26 de julho, partindo para Lisboa, via Roterdã, com seus pais e o irmão. Chegou ao Brasil em abril de 1939.

Ao deixar a Áustria, como judeu em fuga, não lhe foi permitido trazer sua câmera fotográfica, mas durante sua vinda para o Brasil conseguiu uma Leica. Ao chegar, Kurt encantou-se com a paisagem e a luz que encontrou por aqui, e aquela câmera seria seu passaporte para uma nova vida.

elegantes_joquei_olhand_cima_rj-30-60_img161

Kurt Klagsbrunn. A elegância no Jockey Clube. Rio de Janeiro, 1950. Coleção Marta e Victor Klagsbrunn.

Com um olhar curioso, às vezes irônico, registrou festas, eventos sociais e políticos para revistas como Rio Magazine, Sombra, Brazil Herald, Rio, Fon-Fon, Vida, Revista do Comércio e Carroussel, formando uma grande clientela. Tornou-se conhecido entre artistas e intelectuais e até pelos colegas. Em pouco tempo, pôde garantir sua sobrevivência e passou a receber pedidos frequentes da revista norte-americana Life para reportagens sobre o Brasil.

Sua câmera captava o movimento das ruas e dos passantes, os meninos descalços, os operários malvestidos e desprotegidos no trabalho, em obras ou fábricas. Ele via o ser humano e a máquina em interação, e entendia isso como o desafio de seu tempo. Dessa visão, entre o fascínio e a busca de conhecer, nasceu sua inspiração para realizar ensaios.

108037

Kurt Klagsbrunn. Homem trabalhando na construção civil. Rio de Janeiro, 1946. Coleção Marta e Victor Klagsbrunn.

Ele ainda fotografou a luta da União Nacional dos Estudantes (UNE) pela participação do país na guerra contra o nazismo, pela anistia e por movimentos sociais, registrou a cassação do Partido Comunista e a eleição do marechal Dutra para presidente.

No segundo governo Vargas, em 1950, documentou a criação de um parque industrial brasileiro e a eleição de Juscelino Kubitschek. Mas continuou a registrar casamentos, aniversários, desfiles de moda e as personalidades que circulavam na cena carioca – pintores, escritores, músicos, comediantes, a população na praia e no Carnaval em uma cidade que crescia e se modificava.

A exposição Kurt Klagsbrunn, um fotógrafo humanista no Rio, fica em cartaz no Museu de Arte do Rio até dia 09 de agosto. O MAR funciona de terça a domingo, das 10h às 17h, sendo que às terças a entrada é gratuita. Ele fica na Praça Mauá, número 5, Centro.

Quer saber mais sobre a exposição? Acesse o site oficial do MAR www.museudeartedorio.org.br

Sobre o Autor:

Renata Araujo
Renata Araujo 298 resenhas

É jornalista por formação, nerd por paixão e cresceu rodeada de livros sendo até proibida de comprar mais por não ter aonde botar. Era figura conhecida na locadora mais próxima, aonde nem precisava se identificar, hoje em dia usa o quarto do namorado como depósito de livros. Adora livros de fantasia, sendo um PotterManiaca, mas não dispensa nenhum gênero. Para filmes prefere os clássicos dos anos 80 e compara qualquer filme com Dirty Dance - Ritmo Quente e O Guarda Costa.

Você pode gostar também

Exposições

Arquitetura Contemporânea é destaque no Palácio Tiradentes

Rastros de exposições passadas povoam as peças de “Arqueologia Contemporânea”, exposição que acontece até 05/12 no Palácio Tiradentes. A mostra do artista visual Claudio Partes é fruto de uma exploração

Exposições

Museu de ciências itinerante oferece atividades gratuitas

Se você é fã de ciência e mora em São Paulo, não pode perder essa oportunidade. O Ciência Móvel, um museu itinerante de ciências da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), chega à

Exposições

Museu: Bohemia!

Se você sabe apreciar uma boa cerveja, gosta de saber como funciona o processo da criação da cerveja ou pelo menos gosta de beber, essa dica é pra você. Saiba