Selma – Uma Luta Pela Igualdade

Selma – Uma Luta Pela Igualdade

thumbnail_20110Se você não conhece a história de Martin Luther King. Jr esta é uma ótima oportunidade de saber mais sobre sua luta e suas conquistas. Selma mostra uma parte da cinebiografia do pastor protestante e ativista social e também as históricas marchas realizadas por ele e manifestantes pacifistas em 1965, entre a cidade de Selma, no interior do Alabama, até a capital do estado, Montgomery, em busca de direitos eleitorais iguais para a comunidade afro-americana.

Dentre as muitas biografias lançadas este ano Selma, é com certeza uma das que precisam ser vistas. Não apenas por mostrar um pouco sobre uma das pessoas mais importantes na luta da comunidade afro-americana, mas também por contar a história de uma cidade que ficou marcada pela tragédia.

Gostei bastante da abordagem dessa biografia. Principalmente por ter escolhido um período entre o discurso mais marcante de Luther King Jr. e sua morte. Não que Selma não tenha sido um ponto forte, mas biografias gostam de explorar o final da vida de grandes homens, acabando por construir grandes heróis e nesse ponto o filme foi corajoso.Selma-Movie

O filme é forte e mostra cenas nas quais fiquei chocada pela violência, mas ao mesmo tempo sei que é preciso que elas sejam feitas, afinal a história precisa ser contada da forma mais real possível. Mas apesar de disso, Selma é um filme muito bem feito, com uma bela fotografia e ótimos diálogos, principalmente entre Martin e sua esposa.  Muito disso se deve a David Oyelowo, que interpretou o personagem principal de forma bem feita e bastante respeitosa. Martin Luther King Jr. é retratado como um homem comum, com seus defeitos e qualidades, mas ao mesmo tempo bastante racional e que sabe tomar decisões em momentos difíceis.

O filme da diretora Ava DuVernay (Scandal) é bem feito e possui boas tomadas, mas em alguns momentos chega ser simples de mais, pecando pelo o que poucos pecam: A falta de emoção. No mais importante discurso do filme, as palavras, apesar de bonitas e fortes, não fazem chorar. Não sei se pela música (que não gostei muito – Glory foi a vencedora da melhor canção original no Oscar deste ano) ou por outro motivo, mas fiquei com a sensação de que faltou alguma coisa, como a cereja do bolo.

Mas no geral é um ótimo filme que precisa estar na lista dos melhores de 2015. Recomendo!

Sobre o Autor:

Renata Araujo
Renata Araujo 298 resenhas

É jornalista por formação, nerd por paixão e cresceu rodeada de livros sendo até proibida de comprar mais por não ter aonde botar. Era figura conhecida na locadora mais próxima, aonde nem precisava se identificar, hoje em dia usa o quarto do namorado como depósito de livros. Adora livros de fantasia, sendo um PotterManiaca, mas não dispensa nenhum gênero. Para filmes prefere os clássicos dos anos 80 e compara qualquer filme com Dirty Dance - Ritmo Quente e O Guarda Costa.

Você pode gostar também

Filmes

Malévola

O filme explora a história não contada de uma das maiores vilãs da Disney, do clássico A Bela Adormecida. Malévola (Angelina Jolie), é uma fada, protetora  do reino de Moors

Filmes

Guerra Mundial Z

Gerry Lane (Brad Pitt) é um ex investigador da ONU (Organização das Nações Unidas), muito famoso pelo tempo em que prestava serviço. Porém agora ele optou se dedicar a sua

Filmes

O Pequeno Príncipe

Quem acompanha o site já deve saber que a equipe do Resenhando Tudo foi ao Anima Mundi conferir as atrações. Até ai tudo bem, porque o evento é muito maneiro

0 Comentários

Nenhum Comentário Ainda!

Você pode ser o primeiro a comentar esta publicação!

Responder

Apenas usuários registrados podem comentar.