Mad Max – Estrada da Fúria

Mad Max – Estrada da Fúria

Mad Max2Após ser capturado por soldados do líder Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne), um guerreiro das estradas chamado Max (Tom Hardy) é usado como banco de sangue de feridos. Ele tenta fugir, mas descobre que é praticamente impossível. Porém um dos guerreiros resolve levá-lo em uma perseguição e ele percebe que está no meio de uma guerra mortal, iniciada pela Imperatriz Furiosa (Charlize Theron) na tentativa de salvar um grupo de garotas usadas para gerar filhos perfeitos. Também tentando fugir, Max se vê dividido entre seguir sozinho seu caminho ou ficar com o grupo e acabar com o poder do ditador.

Eletrizante. É com essa palavra que descrevo a continuação de um dos maiores clássicos do cinema dos anos 80. O filme começa com a captura de Max por um grupo um tanto estranho e nos 10 primeiros minutos ele já conquista quem é fã e quem nunca ouviu falar. E não são só os primeiros minutos que são intensos não, o filme consegue manter o ritmo o tempo todo (eu não acreditei que fosse possível), e lota as telas do cinema com muitas (muitas mesmo) cenas de ação. São explosões, lutas, quase mortes e tantas cenas iradas que é quase impossível se distrair.

Mad Max

E se você achava que Mad Max só seria bom se tivesse Mel Gibson como protagonista, pode ir mudando de opinião. Eu mesma estava com um pé atrás, já que sou fã de Gibson e sempre acreditei que ele era perfeito para esse papel. Errei feio! Tom Hardy consegue fazer um Max incrível. Solitário, um pouco louco mas muito racional, Hardy mostra que pode sim substitui-lo a altura. Só achei que ele poderia ter feito um pouquinho mais de cara de louco, mas de resto gostei bastante dele como personagem principal.

Mas é claro que não foi apenas ele que fez o filme ser tão maneiro. Além do diretor, roteirista e produtor George Miller (mesmo diretor da franquia dos anos 80), ter mandado muito bem na história ele ainda soube escolher ótimos atores, como a Charlize Theron, que fez um personagem tão louca quanto Max, o que equilibrou bastante o filme. Ela é tão forte quanto complexa em seu desenvolvimento e as cenas de luta protagonizadas por ela foram de tirar o fôlego.

Nicholas Hoult (que eu adoro e que já fez X-Man Primeira Classe) também se saiu muito bem como um dos soldados de Immortan Joe. Ele é tão eletrizante e intenso que é difícil acompanhar seu ritmo. Miller criou essas criaturas com um visual tão diferente e chamativo que ficou irado. Esses soldados são personagens incríveis. Eles demonstram uma paixão cega pelo líder e buscam uma morte gloriosa em prol da equipe, quase como uma seita.

Por falar e visual todos os personagens no filme possuem um visual fantástico, bem a cara de Mad Max. O vilão Immortan Joe é muito bem feito e caracterizado. Aplausos para a equipe de maquiagem que arrasou. Também gostei bastante do visual de Max, não esquecendo sua jaqueta de couro (não muito igual, mas ta ok), uma ótima homenagem aos primeiros filmes. A fotografia também está incrível, principalmente nas cenas em que eles entram em uma espécie de nuvem de areia, fiquei de queixo caído com as imagens. Não me impressionaria se John Seale (diretor de fotografia do filme) ganhasse o Oscar no ano que vem.

FURY ROAD

E a trilha sonora? Muito bem feita e tão forte quanto esse filme exigia. Por falar em música, o que foi aquele carro de som criado por George Miller para acompanhar a perseguição? Totalmente fantástico! O guitarrista aparecia em momentos estratégicos, quando o som da guitarra na trilha sonora, ficava mais forte. Muito louco e sem noção, mas que nós fãs de Mad Max adoramos!!! Totalmente irado

Resumindo, Mad Max é um filme que com certeza está na lista dos que você não pode deixar de ver em 2015. Não posso afirmar ainda que ele é o melhor deste ano, pois ainda teremos muitas emoções vindo por ai, mas que ele vai ficar no top 10, isso com certeza vai! Digo só mais um coisa: George Miller, por favor, não parece por ai!!!!Super Recomendo!

 

Sobre o Autor:

Renata Araujo
Renata Araujo 298 resenhas

É jornalista por formação, nerd por paixão e cresceu rodeada de livros sendo até proibida de comprar mais por não ter aonde botar. Era figura conhecida na locadora mais próxima, aonde nem precisava se identificar, hoje em dia usa o quarto do namorado como depósito de livros. Adora livros de fantasia, sendo um PotterManiaca, mas não dispensa nenhum gênero. Para filmes prefere os clássicos dos anos 80 e compara qualquer filme com Dirty Dance - Ritmo Quente e O Guarda Costa.

Você pode gostar também

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Riggan Thomson (Michael Keaton) já foi um grande astro do cinema. No passado fez muito sucesso interpretando Birdman, um super-herói que se tornou um ícone cultural, conhecido por todos. Porém,

Filmes

O Pequeno Príncipe

Quem acompanha o site já deve saber que a equipe do Resenhando Tudo foi ao Anima Mundi conferir as atrações. Até ai tudo bem, porque o evento é muito maneiro

Filmes

A Escolha Perfeita 2

Após o sucesso, as Barden Bellas ganham a oportunidade de se apresentar para o presidente dos Estados Unidos. Só que o show é um grande fiasco, o que as transforma

0 Comentários

Nenhum Comentário Ainda!

Você pode ser o primeiro a comentar esta publicação!

Responder

Apenas usuários registrados podem comentar.