A Saga do Tio Patinhas
maio 26, 2015 3161 Visualizações

A Saga do Tio Patinhas

“Eu estava muito envergonhado! Fiquei muito tempo na estrada! Endureci e perdi minhas metas de vista, mas era muito orgulhoso para admitir! Nossos pais já tinham partido. Nada sobrou! Nem nadava mais no dinheiro! Esqueci a glória da conquista! O dinheiro virou apenas lucro! Até… ele! E eles! Num natal, eu me senti solitário e liguei para o filho de Hortência, Donald, que cuidava dos três sobrinhos! Ele tinha uma família. Era muito mais rico do que eu. Reconheci os Mac Patinhas neles! A sede de aventura, conhecimento e diversão! Qualidades que eu tinha! Eles me lembraram como eu era, quando tinha ideais. Acenderam algo em mim.”

Uma pobre família de patos em Glasgow, Escócia, luta para sobreviver. Exilados de suas terras natais, o Clã Mac Patinhas se reduziu a um desempregado pai de família com um irmão, sua esposa e três crianças: Hortência, Matilda e Patinhas. E embora Hortência viesse ser a mãe de Donald, ela está longe de ser a protagonista dessa história. Pois somos apresentados a épica saga do mais célebre dos Patos.

A Saga do Tio Patinhas é uma graphic novel ambiciosa. Em 12 capítulos, divididos no Brasil em 3 volumes, começa no alvorecer do século XX, na Escócia e em sua duração, atravessa todos os continentes, do frio yukon no Alasca até o deserto australiano. E mais impressionante do que as paisagens percorridas, é a historia de seu protagonista. Acompanhamos Patinhas em sua pobre infância até a construção de seu poderoso império financeiro.

Don Rosa, escritor da saga e herdeiro de Carl Barks, criador do personagem.

Don Rosa, escritor da saga e herdeiro de Carl Barks, criador do personagem.

Porém, a saga não trata-se apenas de como um pato escocês ficou rico. Brilhantemente roteirizada por Don Rosa, a obra conta uma história de aventuras e desafios, de coragem e superação. Sarcástico, inteligente e muito rabugento, Tio Patinhas brilha em cada quadro, tornando-se talvez o mais aprofundado personagem dos quadrinhos Disney. Passamos por eventos de importância histórica, conhecemos a origem de vilões consagrados, tanto do universo Disney, como os Metralhas, como os grandes rivais de Patinhas.

A arte de Don Rosa é divertida e bem trabalhada. Cada vez que você relê, percebe um detalhe novo ou uma referência escondida. Inspirado nas obras de Carl Barks, a Saga ainda presta um grande serviço ao chamado “Mestre dos Patos”, organizando suas idéias sobre o passado de Patinhas de forma elegante, onde nada parece forçado ou posto ali puramente por serviço aos fãs. Cada capitulo é crucial para a formação do personagem que conhecemos. Suas vitórias e provações estão todas ali. Cheio de prosa, Don Rosa criou uma história que é um ode ao espirito de aventura, ao empreendedorismo e liberdade individual.

"O ultimo trenó para Dawson". Ainda que posterior a publicação da Saga, não resisti e postei aqui o ultimo quadro, que transmite toda a nostalgia de Tio Patinhas e seu glorioso passado contado na obra.

“O ultimo trenó para Dawson”. Ainda que posterior a publicação da Saga, não resisti e postei aqui o ultimo quadro, que transmite toda a nostalgia de Tio Patinhas e seu glorioso passado contado na obra.

Além de tudo isso, a história da vida de Tio Patinhas ainda é uma demonstração excepcional dos valores de um indivíduo, e os perigos que o ameaçam. Em sua busca por seu sonho, o jovem Patinhas começa idealista e incorruptível até desabar num abismo de ganância e um poço de cinismo. E são justamente os valores do jovem Patinhas que o resgatam, através de sua família (ou o que resta dela) a tanto tempo esquecida, na figura de Donald e seus três sobrinhos. É um clássico Disney e uma brilhante história, linda e tocante, e merece seu lugar entre as grandes graphic novels de nosso tempo.

Muitos autores passaram pelos quadrinhos da Disney, mas talvez nenhum tenha o impacto que Carl Barks e Don Rosa tiveram sobre Tio Patinhas. De um obscuro personagem, Carl Barks o fez famoso e Don Rosa o consagrou. Tio Patinhas devia sua existência ao Donald. Depois de A Saga do Tio Patinhas, essa história se alterou.

Sobre o Autor:

Matheus Dias
Matheus Dias 20 resenhas

É estudante de Relações Internacionais e PhD em dar palpite sobre a terra da rainha. Se Harry Potter fez dele um leitor, Star Wars o batizou como nerd. Estrangeiro às praias do Rio de Janeiro, pode ser constantemente encontrado no Pub Irlandês mais proximo de casa.

Você pode gostar também

Quadrinhos

Chico Bento – Pavor Espaciar

Numa noite aonde tudo parecia tranquilo na Vila Abobrinha, Chico Bento e seu primo Zé Lelé resolvem ler quadrinhos e descansar. Tudo estava correndo bem, os pais de Chico tinham saído

Notícias 0 Comentários

Marvel irá reeditar as HQs de Star Wars da Dark Horse Comics

Notícia muito boa para quem tá afim de um pouco mais de Star Wars, enquanto J.J. Abrahms não lança a nova trilogia: a Marvel Comics irá reeditar as HQs de

Quadrinhos 0 Comentários

Valente Para Sempre

Eu adoro quadrinhos. Desde pequena lia Turma da Mônica sem parar (quase um vício), porém depois de um tempo, as HQs foram abrindo espaço para os livros e hoje em