Sniper Americano

Sniper Americano

Bradley-e-ClintChris Kyle (Bradley Cooper) é um típico texano que sonha em ser cowboy, porém quando ele vê pela televisão os atentados de 11 de setembro, fica extremamente abalado. Ali ele percebe que precisa ajudar sua pátria e se junta as forças especiais da marinha americana e acaba servindo na Guerra do Iraque.

Ele se torna um sniper e acaba se destacando em sua equipe, não é atoa que volta ao Iraque outras vezes. Lá ele fica conhecido como o sniper mais letal da história do exército americano, com mais de 160 mortes.

O filme é uma história real e  foi baseado na obra American Sniper: The Autobiography of the Most Lethal Sniper in U.S. Militar History escrita pelo próprio Chris Kyle. O ator principal Bradley Cooper, gostou tanto do livro que adquiriu os direitos do livro e começou a produzir o filme, já pensando em ser o protagonista.

Sniper Americano não é um filme ruim, na verdade ele é bem legal, porém está longe de ser um dos melhores que eu já vi, principalmente do segmento filmes de guerra. As cenas de combate são ótimas, principalmente as que focam apenas em Chris. É interessante ver como é o trabalho do sniper e o quão difícil é ficar com a vida das pessoas nas mãos precisando decidir, as vezes sozinho sobre o destino delas.

american-sniper-trial_fran

O verdadeiro Chris Kyle

Sniper Americano é muito bem feito, até porque tem na direção e produção ninguém menos do que  Clint Eastwood (que possui no currículo Menina de Ouro, Gran Torino e Invictus). O filme é tenso e ao mesmo tempo dramático misturando muito bem os dois estilos. Algumas cenas chegam a ser desesperadoras, provocando em quem está vendo uma sensação de angustia muito grande. Clint dá um show e prova mais uma vez que pode e deve sentar na cadeira de diretor.

Apesar das cenas na guerra terem sido bem legais, as melhores cenas do filme (na minha opinião) são as que ele volta os Estados Unidos. A dificuldade que Chris enfrenta em tentar retomar a vida normal, junto de sua esposa e filhos é muito bem apresentada por Bradley, que cria um personagem quase que apático ao mundo e ao mesmo tempo extremamente violento.

O problema do filme é apenas um: Mostrar o patriotismo americano de forma excessiva (o que não deixa de ser real) e exaltar um atirador de elite que provocou muitas mortes em uma guerra que foi muito criticada pelo mundo. Isso sem contar na generalização dos iraquianos, mostrando eles apenas como vilões.

Apesar desse detalhe Sniper Americano é um ótimo filme e vale a pena ser visto pela qualidade (principalmente do som) e pelo trabalho de Bradley Cooper, que está bem parecido fisicamente com o verdadeiro Sniper Americano. Recomendo!

 

https://www.youtube.com/watch?v=Gl2jBtlJ42g

Sobre o Autor:

Renata Araujo
Renata Araujo 298 resenhas

É jornalista por formação, nerd por paixão e cresceu rodeada de livros sendo até proibida de comprar mais por não ter aonde botar. Era figura conhecida na locadora mais próxima, aonde nem precisava se identificar, hoje em dia usa o quarto do namorado como depósito de livros. Adora livros de fantasia, sendo um PotterManiaca, mas não dispensa nenhum gênero. Para filmes prefere os clássicos dos anos 80 e compara qualquer filme com Dirty Dance - Ritmo Quente e O Guarda Costa.

Você pode gostar também

O Abutre

Enfrentando dificuldades para conseguir um emprego formal, o jovem Louis Bloom (Jake Gyllenhaal) vê uma oportunidade enquanto dirige pela cidade. Ele descobre que existem pessoas que ficam a procura de

Filmes

Percy Jackson e o Mar de Monstros

O segundo filme da saga do meio-sangue Percy Jackson (Logan Lerman), vem cheio de efeitos especiais. Filho de Poseidon com uma humana, a história mostra ele e seus amigos, Annabeth

Boyhood – Da Infância à Juventude

Boyhood conta a história de Mason (Ellar Coltrane), um menino com pais separados que vive com sua mãe Olivia (Patricia Arquette) e sua irmã Samantha (Lorelei Linklater). Olivia faz de tudo para

0 Comentários

Nenhum Comentário Ainda!

Você pode ser o primeiro a comentar esta publicação!

Responder

Apenas usuários registrados podem comentar.