Amor Amor Amor

Amor Amor Amor

                                                                                      (foto Claude Nori/MEP)

Se você mora no Rio de Janeiro ou está a passeio e gosta de fotografia não perca a oportunidade de ver no Centro Cultural do Banco do Brasil a exposição Amor Amor Amor. Essa mostra abre a programação de artes visuais de 2014, ano em que o CCBB comemora vinte cinco anos de existência.
                                                (foto Edouard Boubat)

A exposição fala sobre o amor, tema universal, principalmente na linguagem fotográfica. O Banco do Brasil junto com o Ministério da Cultura reúnem em uma única mostra, fotografias do acervo do parisiense Maison Européenne de la Photografie (MEP), com curadoria de Jean-Luc Monterosso, diretor do MEP e Milton Guran, diretor do FotoRio, Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro.
                                                                             (foto François Le Diascorn/MEP)

São 23 nomes consagrados da fotografia contemporânea que clicaram com o objetivo de mostrar o amor em suas mais distintas formas. Nomes como Bernard Pierre Wolf, Claude Nori, Henri Cartier-Bresson, Larry Clark, Rogério Reis, Walter Carone, entre outros tantos, que conseguem passar o sentimento através de um momento, um clique, um segundo.

                                                                                                   (foto Bernard Pierre Wolff/MEP)


                                                                             (foto Elliott Erwitt)
Se interessou? Então vá até o CCBB e apaixone-se, pois as obras são lindas. Recomendo!
Endereço: Rua Primeiro de Março, 66, Centro. 
Entrada: Franca.
Duração: 05 de fevereiro até 31 de março de 2014.
Horário: 09h às 21h.
Site da exposição: http://goo.gl/8P1Q1Y                                                                    

Sobre o Autor:

Renata Araujo
Renata Araujo 298 resenhas

É jornalista por formação, nerd por paixão e cresceu rodeada de livros sendo até proibida de comprar mais por não ter aonde botar. Era figura conhecida na locadora mais próxima, aonde nem precisava se identificar, hoje em dia usa o quarto do namorado como depósito de livros. Adora livros de fantasia, sendo um PotterManiaca, mas não dispensa nenhum gênero. Para filmes prefere os clássicos dos anos 80 e compara qualquer filme com Dirty Dance - Ritmo Quente e O Guarda Costa.

Você pode gostar também

Exposições

Entre Nós

No mês de fevereiro, o Centro Cultural do Banco do Brasil está com a exposição Entre Nós – A Figura Humana no acervo do MASP. O eixo central é a

Exposições

Museu de ciências itinerante oferece atividades gratuitas

Se você é fã de ciência e mora em São Paulo, não pode perder essa oportunidade. O Ciência Móvel, um museu itinerante de ciências da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), chega à

Exposições

Legados da Grécia

Em tempo de Olimpíadas, nada melhor do que conhecer um pouco da história do lugar que criou esse grande evento esportivo que chega ao Rio no segundo semestre. E por